Av. Getúlio Vargas, 1122 sala 06 - São Bernardo do Campo-SP 11 4226-2213 11 98837-3428

A água da chuva é segura para beber?

Gostou? compartilhe!

Conheça nossas Notícias

A água da chuva é segura para beber?

VOCÊ PODE, mas pode ter alguns contaminantes, como o dióxido de enxofre (chuva ácida), no entanto, os montantes seriam tão baixos que você teria que beber uma quantidade enorme por um período prolongado de tempo. As duas coisas que você realmente quer pensar duas vezes são em áreas com alta poluição do ar.

Por ex: um dia parcialmente pode parecer estar nublado, mas também pode ser poluição. Ou seja, a chuva vai passar por isso e pode pegar quantidades vestigiais.

A outra coisa é como você está coletando a água da chuva. Se estiver saindo de um telhado com telhas de asfalto, pode pegar partículas e solventes das telhas e outras coisas boas, como insetos mortos e cocô de pássaros.

Se fosse tentar colher a água da chuva, seria principalmente para a irrigação do gramado e da planta que eles fizeram com sucesso em outras partes do mundo. Quando a Austrália estava passando por uma seca recorde de 13 anos, o governo gastou bilhões na construção de usinas de sal utilizando água do oceano, o que acabou não sendo efetivo e um enorme desperdício de dinheiro.

No entanto, soubesse que eles tinham um programa cooperativo em que a “cidade” forneceria um tanque se os proprietários pagassem para tê-lo instalado para manter o escoamento do telhado (mesmo em uma seca você terá chuva, não o suficiente para uso em larga escala) que as pessoas poderiam capturar e utilizar isso para fins de irrigação. A notícia é que foi bem-sucedida e, de acordo com alguns dos relatos, vimos que uma em cada três residências em muitas áreas aproveitou esse programa.

Se estivesse usado uma parte daquela água capturada para beber, eu faria com que esse componente do sistema fosse um pouco mais complexo, incorporando um sistema de filtragem barato que, acredite ou não, passaria por um filtro de areia.

A água é o elemento mais crítico e essencial que existe para sustentar a vida e a conservação é apenas uma parte dela. No entanto, existem grandes empresas oferecendo suas soluções, como plantas de sal, aumentando ainda mais e em mais aquíferos e operações de recarga de aquíferos complexos, mas tenha em mente que eles não estão oferecendo esses projetos gratuitamente, eles recebem milhões para projetar e construir esses empreendimentos. .

Existem vários outros métodos eficazes que as pessoas podem utilizar para proteger nossos recursos hídricos e, acredite ou não, um deles é o uso de sistemas no local (sépticos). Quando adequadamente projetadas, instaladas e mantidas, elas tratarão as águas residuais melhor do que uma estação de tratamento multimilionária por uma fração do custo para o proprietário. E manterão a água local, devolvendo-a à bacia hidrográfica local, em vez de descartá-la o oceano, que provou ser uma prática insustentável, esgotando o abastecimento local de águas subterrâneas e superficiais.

Infelizmente, as pessoas (e muitas vezes os planejadores da cidade) não são informados pelos especialistas que contratam, porque se o fizessem, não seriam pagos para construir esses projetos de grande escala e os negócios estão "vendendo" o que você tem, não dando trabalho. Mas quando as pessoas e até mesmo os planejadores da cidade (que olham para a imagem de longo prazo) são informados através da educação simples, os resultados podem ser bastante surpreendentes. A educação é uma ferramenta maravilhosa!

Você sabia que o sistema de captação de água da chuva traz até 50% de economia na conta de água

De acordo com o texto publicado nessa página: www.ecycle.com.br

A escassez de água afetará dois terços da população mundial em 2050, segundo relatório da ONU. Isso quer dizer que trabalho e dedicação serão necessários para garantir água potável e segurança alimentar para todos. Algumas medidas que podem amenizar a questão do gasto individual de água são: ser vegetariano uma vez por semana, aprender a economizar água no dia a dia do condomínio ou na hora de lavar louça. Uma alternativa que tem ganhado popularidade é usar um sistema de cisternas para fazer o aproveitamento da água da chuva e também da água de reúso.

O que é uma cisterna?

Também conhecida como algibe, a cisterna é um reservatório que faz a captação da água da chuva e a armazena para uso doméstico geral, ou seja, é um sistema de aproveitamento da água da chuva de baixo custo que serve para armazenar água para usos restritos no ambiente doméstico. O uso de cisternas é considerado uma das melhores e mais eficazes alternativas quando o assunto é economizar água e elas estão disponíveis em vários modelos, formatos e tamanhos, podendo ser instaladas em casas, apartamentos e condomínios.

A cisterna funciona da seguinte maneira: a água da chuva é levada pelas calhas a um filtro, que eliminará mecanicamente impurezas, como folhas ou pedaços de galhos. Um freio d'água impede que a entrada de água na cisterna agite seu conteúdo e suspenda partículas sólidas depositadas no fundo.

Por ser proveniente da chuva, a água obtida não é considerada potável (por poder conter desde partículas de poeira e fuligem, até sulfato, amônio e nitrato), portanto, não é adequada para consumo humano. Ainda assim, pode ser usada nas tarefas domésticas que mais consomem água, como lavar a calçada, o carro e até no vaso sanitário (porém tome muito cuidado na hora de instalar sua cisterna no encanamento de sua casa para que a água da chuva não chegue perto de uma torneira com água voltada para beber).

As cisternas de maior porte em geral são enterradas para evitar a incidência de luz solar e, por conseguinte, a proliferação de algas e outros micro-organismos. Entretanto, existem modelos de cisternas que não necessitam ser enterradas, diminuindo o custo de instalação, já que não exigem obras ou quebra-quebra.

Salientamos que é necessário a instalação de filtros na sua cisterna. Caso contrário, os riscos de contaminação podem ser muito grandes.

Alguns outros cuidados a se tomar quando for cuidar do seu sistema de captação de água

De acordo com o SIAS, não recolha as primeiras águas da chuva, pois podem conter sujeiras do telhado e, por isso, deve ser instalado um dispositivo que permita desviar as primeiras águas. Deve ser bem vedada, longe dos raios do sol ou de detrimentos de animais, assim impede-se a proliferação de algas.

Em São Paulo, cidadãos começaram o Movimento Cisterna Já, como alternativa emergencial à momentos de crise hídrica. O movimento procura promover a capacitação para aqueles que queiram fazer a captação e aproveitamento da água da chuva. Caso tenha alguma dúvida sobre o uso de cisternas, o movimento tem uma página para perguntas frequentes.

Se está na hora de fazer de fazer a higienização no seu equipamento, aproveite para agendar a visita de um técnico da Família TJL Filtros.

Fique à vontade para sugerir novos temas para nosso blog. Se tiver dúvidas, entre em contato pelos nossos canais de atendimento ou deixe seu comentário abaixo e entre para a conversa.

Não perca nossos próximos posts. Ah, aproveite e siga a TJL Filtros nas redes sociais: Facebook (/tjlfiltros) e Instagram (@tjlfiltros).

TJL Filtros - Manutenção e higienização de bebedouros, purificadores e filtros.



Gostou? compartilhe!

Whatsapp TJL Filtros