Av. Getúlio Vargas, 1122 sala 06 - São Bernardo do Campo-SP 11 4226-2213 11 98837-3428

Quando e como devo fazer a manutenção do meu IBBL?

Gostou? compartilhe!

Conheça nossas Notícias

Quando e como devo fazer a manutenção do meu IBBL?

Com manutenção preventiva periódica, que deve ser feita a cada seis meses, em média, purificadores e bebedouros da marca IBBL podem ter vida útil ampliada

Purificadores IBBL têm longa vida útil, mas precisam de manutenção preventiva periódica

Assim como quase todos os equipamentos que adquirimos para nossa casa ou para a empresa, os filtros, purificadores de água e bebedouros IBBL também possuem um tempo de vida útil – uma das mais longas entre os aparelhos do mercado. E você sabia que é possível aumentar esse prazo de validade, evitando a ocorrência de intervenções corretivas antes da hora? Para isso, é preciso seguir uma regrinha: fazer a correta manutenção preventiva, que, via de regra, deve ser realizada a cada seis meses. Esse período recomendado, porém, pode ser reduzido quando o consumo for extremamente alto, podendo ser, em alguns casos, até bimestral, já que o filtro tem capacidade de filtração, em média, de 4 mil litros.

Para que você conheça o parâmetro de volume: uma empresa com cerca de 30 funcionários, e uma residência com quatro pessoas farão a manutenção semestralmente, pois o carvão ativado (elemento filtrante responsável pela retirada de cloro, cheiro, gosto, cor e bactérias da água) tem vida útil e perde sua eficiência após esse período.

Além de entupimento de dutos e mau funcionamento da parte mecânica do seu bebedouro IBBL, a falta de manutenção preventiva pode diminuir drasticamente sua vida útil, que, quando bem cuidado, pode ultrapassar os setes anos sem que haja a necessidade de reparos mais complexos.

Mas, afinal, o que é preciso trocar?

Que tal começarmos falando sobre algo muito importante? Higienização de bebedouro não se trata apenas de passar um pano e trocar o filtro do aparelho. É preciso fazer a assepsia por todos os locais por onde a água passa.

No caso do modelo IBBL FR600, muitos clientes pedem para trocarmos o filtro e as torneiras. Porém, essa atitude está completamente equivocada. O correto é trocarmos as duas torneiras, o filtro e mais quatro acessórios internos com os quais a água tem contato: cachimbo, niple PP, niple da caneca e mangueira. Cada um desses acessórios acumula biofilme (paredes de bactéria) e sujeira. Semestralmente, deve ser feita a higienização com a troca desses itens para evitar gosto, cheiro e contaminação na água.

Para o modelo IBBL BDF300, é comum empresas trocarem apenas os dois filtros internos e fazerem uma limpeza. Isso também não torna o serviço completo e, consequentemente, deixa seu IBBL sujeito à propagação de doenças causadas por sujeiras e bactérias. Existem mais dois acessórios que devem ser trocados para evitar problemas com água contaminada e mau cheiro no bebedouro. O técnico responsável tem o dever de verificar se existe alguma mangueira ressecada e, caso haja, realizar a troca para evitar rompimento e vazamento no cliente. Verificar se a pressão da água está correta também é fundamental. Vamos imaginar aquela situação corriqueira, em que a criança vai tomar água no bebedouro do colégio, aperta o botão e o esguicho sobe quase três metros de altura, molhando o chão e potencializando o risco de acidentes. Pois é, tudo isso é necessário que levemos em consideração.

No ato da manutenção

É imprescindível o cliente acompanhar o serviço. Recomendamos verificar se o técnico está utilizando luvas e, em alguns casos, touca e máscara. Vale, ainda, checar se o material que o profissional está trazendo consigo está fora de risco de contaminação. A TJL Filtros, por exemplo, separa os kits de higienização e faz a selagem em todos eles, para não terem mais contato com sujeira até o momento em que o técnico realizar o serviço.

No momento da manutenção, deve-se desligar a rede hidráulica e tirar o bebedouro ou purificador IBBL da tomada para evitar eventuais choques, pois o técnico tem contato direto com a parte mecânica e elétrica do aparelho.

É importante que seja utilizado um pano limpo e descartável para cada bebedouro. Em hipótese alguma, deve-se limpar um bebedouro com um pano e utilizá-lo em outro.

TJL Filtros responde

Muitos leitores nos enviam perguntas e, por isso, cada novo texto da TJL Filtros terá uma seção dedicada a responder tais questionamentos:

Qual garantia a TJL Filtros fornece ao cliente após a manutenção dos purificadores IBBL?

Garantia da higienização de 6 meses e Garantia do filtro e das peças, que vai depender de fatores como: qualidade da água que chega ao aparelho (a água deve estar dentro da portaria 2914/11 do Ministério da Saúde) e pressão de água no sistema, visto que os purificadores têm uma pressão mínima e máxima de trabalho.

Quando há a bandeja/reservatório, qual a dica para manter livre de sujeiras e bactérias?

Se o reservatório for hermético, ou seja, 100% fechado e blindado, a higienização pode ser feita com uma periodicidade maior. Agora, se o reservatório for aberto (quando você tem acesso tirando uma tampa), ele costuma acumular mais sujeira, por conta da abertura e pelo material ser poroso, e está mais propenso à criação e proliferação de micro-organismos. Assim, no segundo caso, recomenda-se que a limpeza simples seja feita mensalmente, somente com álcool 70% e papel toalha, o que não exclui a higienização semestral com a troca de peças.

Quais são os purificadores IBBL mais comuns no mercado?

O mais comum, e que já saiu de linha, é o modelo FR600. Apesar de ter saído de linha, ele tem uma vida útil superior à média dos demais. É, inclusive, o aparelho IBBL com que mais trabalhamos na TJL Filtros, juntamente com o BDF300 e BAG40. Outros purificadores IBBL bastante comercializados são o Speciale, Evolux e Exclusive.

O IBBL BAG40 é um bebedouro de pressão, muito encontrado em escolas. Ele conta com uma torneira que jorra água para cima e uma outra para encher o copo.

O bebedouro acessível IBBL BDF300 é o “queridinho” dos shoppings, parques e colégios. É um modelo que atende pessoas com deficiência visual (teclas em braile) e cadeirantes (instalado de um jeito que o cadeirante consegue “entrar” no bebedouro e consumir a água).

Gostou do texto? Fique à vontade para sugerir novos temas para nosso blog. Se tiver dúvidas, entre em contato pelos nossos canais de atendimento ou deixe seu comentário abaixo e entre para a conversa.

Não perca nossos próximos posts. Ah, aproveite e siga a TJL Filtros nas redes sociais: Facebook (/tjlfiltros) e Instagram (@tjlfiltros).



Gostou? compartilhe!

Whatsapp TJL Filtros Whatsapp TJL Filtros